Pt BIM – 1° Congresso Português de Building Information Modelling

Do primeiro congresso português de BIM sobressai a importância gradual desta ferramenta no mercado da construção civil, que lhe reconhece inúmeras potencialidades no que refere à gestão dos projectos mas também do edifício, ao longo do seu ciclo de vida.

Apesar de a tecnologia ter já mais de 20 anos, o assunto é ainda recente no meio académico, resultando num congresso técnico mais orientado para o mercado, focado na partilha de experiências das empresas participantes. A ausência de uma base de conhecimento sólida traduziu-se numa maior vontade dos participantes em partilhar, questionar, comentar e aprender. Esta dinâmica torna o congresso numa iniciativa interessante, no sentido de criar conhecimento através de uma “comunidade de interesse comum”, que visa o desenvolvimento da utilização de ferramentas BIM em Portugal.

O conhecimento acerca da aplicação de ferramentas BIM ao património edificado é ainda incipiente, como se verifica pelo facto de a melhor apresentação sobre o tema se referir a uma ETAR, equipamento que dificilmente poderá ser considerado “património”, excepto na acepção de “valor imobiliário”. Destacou-se ainda a apresentação acerca de Building Life Cycle Management, aplicado a um caso de reabilitação, que adiciona ao modelo BIM informação relativa ao plano de manutenção periódica do edifício. Uma investigação de mestrado em Engenharia Civil da Universidade de Aveiro, a analisar detalhadamente.

Salientam-se alguns conceitos importantes a pesquisar no decorrer da investigação:

PRONIC

Protocolo para a Normalização da Informação Técnica da Construção, base de dados que constitui (teoricamente) o referencial para o sector da construção portuguesa; apresenta especificações técnicas relativas a trabalhos e materiais de construção, assim como cenários de custo, sendo uma ferramenta crucial para a normalização de cadernos de encargos e projectos de execução. Apesar de resultar de um projecto de investigação e desenvolvimento do Estado, o uso da ferramenta não é acessível de modo generalizado.

BLCM

Building LifeCycle Management, metodologia de organização e gestão de informação ao longo de todo o ciclo de vida do edifício, incluindo as fases de utilização e demolição; cruza avaliações de ciclo de vida do ponto de vista ambiental e análises de custo de ciclo de vida, contribuindo para a optimização da sustentabilidade dos edifícios.

COBies

Construction Operations Building Information Exchange, sistema de standardização para a extração de conteúdos BIM, permitindo a comunicação dos dados inseridos nos modelos; resulta em tabelas ou folhas de cálculo compatíveis com Excel, com conteúdos estruturados de forma normalizada, expondo a informação não geométrica e gráfica dos modelos BIM.

IFC

Industry Foundation Classes, sistema normalizado internacional de formato aberto para ficheiros BIM; permite a interoperabilidade entre ficheiros criados em diferentes aplicações BIM, através da sua exportação e importação, mantendo o significado da informação.

Dynamo

Interface de programação gráfica, aplicação para software BIM que permite criar lógicas próprias para a definição de geometrias e o comportamento dos dados e elementos do modelo, sem necessidade de conhecimentos de programação; permite trabalhar geometrias complexas e generativas (tal como o Grasshoper no Rhino), mas também desenvolver ferramentas automatizadas de análise do projecto (integrando informação de bases de dados ou monitorizações in situ, por exemplo).

EVM

Earned Value Management, ou gestão de valor agregado, é uma metodologia de gestão de projecto, utilizada para acompanhar e analisar o estado do projecto em termos de custo e tempo, comparando os custos orçamentados planeados, realizados e os custos efectivos; permite analisar qualitativamente o desempenho técnico, já que permite medir de modo sistemático não apenas os custos orçamentados em função do tempo mas também em função das tarefas a executar.

Entretanto a lista de leituras recomendas sobre BIM a reter deste congresso está publicada nas Referências.

Leave a Reply

Your email address will not be published.