Start with Why

 

Acredito que um dos principais problemas da “academia” é a dificuldade em comunicar os resultados de investigação para a prática profissional. Este é um dos desafios que me coloco diariamente nesta investigação: como melhorar a comunicação, para que seja menos hermética e possa realmente contribuir para uma mudança?

Frequentemente revisito esta TedTalk de Simon Sinek acerca de liderança e comunicação, que me parece ser um dos modelos mais efectivos para inspirar a acção. Parece bastante simples, na verdade: start with why. Precisamente o contrário de tudo o que nos é dito no discurso científico.

Normalmente começamos por apresentar o que vamos fazer, depois explicamos como vamos fazê-lo e por fim demonstramos para que serve o que fizemos. É uma sequência racional, que vai focando do mais abrangente, até à solução. Mas será esta uma forma efectiva de comunicar? Se o ouvinte não se identificar com o problema ou não perceber  em que medida a solução lhe será útil, pode perder de imediato o interesse.

Entre o conhecimento fechado nos repositórios das universidades ou as recomendações de boas práticas internacionais e a prática profissional, este pode ser um problema: sabemos o que fazer, é-nos dito como fazê-lo. Mas porquê? Enquanto esta motivação não for clara, provavelmente as recomendações continuarão a ser impostas numa lógica top-down, mas não aplicadas de forma efectiva. Mas, como conclui Simon Sinek:

We follow those who lead not because we have to, but because we want to.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.